Fortune Rabbit

ZF-Superbanner-01.08 a 02.11.23

Aston Martin concessionária

Depois de seis anos fora do país, a Aston Martin está de volta com nova representação, nova concessionária e um total de dez versões à venda

 

Há exatamente um ano a UK Motors, formada pela união do Grupo Eurobike e Stuttgart, anunciava que seria a nova representação das marcas McLaren e Aston Martin no Brasil. Com isso, a Aston Martin retorna oficialmente ao mercado brasileiro após um hiato de seis anos desde que a operação anterior foi encerrada. E essa nova fase teve início ontem (16) com a inauguração da primeira concessionária Aston Martin, localizada em São Paulo.

Henry Visconde, presidente da Aston Martin São Paulo, disse que a operação “vem pra ficar” e reforça os mais de 20 anos de experiência dos grupos Eurobike e Stuttgart na comercialização e atendimento pós-venda de clientes no segmento premium. “Com a abertura da Aston Martin São Paulo, a marca reafirma sua confiança e ganha ainda mais força no mercado brasileiro de carros esportivos e de luxo”, completa.

Aston Martin concessionária

Modelos e preços

A Aston Martin comercializará no Brasil todo o portfólio da marca, composto por quatro modelos, porém, com opções de carroceria e motorização que totalizam dez versões. São eles: DBX, DBX707, Vantage, Vantage Roadster, Vantage F1 Edition (nas versões Coupé e Roadster), DB11, DB11 Volante, DBS e DBS Volante.

O modelo mais barato é o Vantage, que parte de US$ 430 mil dólares, o equivalente na cotação de hoje a R$ 2,2 milhões. O Vantage F1 sai por US$ 500 mil (R$ 2,5 milhões), o DBX tem preços a partir de US$ 535 mil (R$ 2,7 milhões), o DB11 de US$ 650 mil (R$ 3,3 milhões) e o DBS de US$ 950 mil (R$ 4,8 milhões). Lembrando que os valores são sempre em dólares e variam conforme a personalização adotada pelo cliente.

“Com muito orgulho anuncio que teremos também uma unidade para o Brasil do Vantage V12 apresentado agora, uma demonstração da importância do nosso mercado, já que serão apenas 333 unidades produzidas em todo o mundo”, disse Rodrigo Soares, Diretor de Operações da UK Motors. Há ainda cinco unidades do Valhalla, o superesportivo híbrido de 950 cv de potência, encomendados por clientes brasileiros. Eles devem ser entregues apenas em 2024.

Volume de vendas

A expectativa da empresa é comercializar entre 30 e 40 unidades neste primeiro ano de operação no Brasil, sendo que o DBX deve representar o maior volume de vendas com 30% do mix, seguido pelo Vantage. Até o momento, a UK Motors já soma 10 unidades vendidas e quatro entregues, com as demais previstas para desembarcar no país em breve. Já foram vendidas três unidades do Vantage F1, uma do Vantage Roadster, duas do DBS, uma do DB11, uma do DBX e duas do DBX 707.

Para quem encomendar o seu Aston Martin, a previsão de entrega varia conforme a configuração e o nível de personalização, já que o cliente pode escolher praticamente tudo no veículo, até a cor da linha da costura nos revestimentos internos. Configurações mais básicas devem ser entregues com prazos entre dois e três meses.

Aston Martin concessionária

A concessionária localizada no bairro do Itaim Bibi, em São Paulo, é a primeira e por enquanto a única para a marca Aston Martin nos planos da UK Motors. O local recebeu investimentos de R$ 3 milhões para atender os padrões internacionais exigidos pela empresa britânica, totalizando cerca de R$ 6 milhões para implementar a operação no Brasil com homologações, treinamentos etc.

Se houver demanda, claro, a rede poderá ser expandida, mas não há um cronograma para isso nesse momento. Isso porque os clientes poderão receber atendimento, como fazer as revisões periódicas, nas lojas Eurobike e Stuttgart em todo o país, o que garante cobertura de praticamente todas as regiões.

O cliente que desejar poderá enviar o veículo para São Paulo, onde a oficina está apta a realizar todo tipo de reparo mecânico. Foram capacitados três técnicos, que serão responsáveis tanto por atendimentos em veículos Aston Martin quanto McLaren, já que a UK Motors representa as duas marcas.

Aston Martin concessionária

Conheça agora um pouco mais de cada um dos modelos:

Aston Martin DBX e DBX707

O primeiro SUV da marca, o DBX foi apresentado em novembro de 2019. Ele é equipado com motor 4.0 V8 biturbo que entrega 550 cv de potência a 6.500 rpm e 71,4 kgfm de torque de 2.200 a 5.000 rpm. Segundo a marca, ele vai de 0 a 100 km/h em 4,5 segundos e atinge a velocidade máxima de 291 km/h, dotado de câmbio automático de nove marchas.

NoDBX707, o motor 4.0 V8 biturbo rende 707 cv e 91,8 kgfm de torque, sendo fornecido pela Mercedes-AMG. Com isso, ele conquistou o título de utilitário esportivo de luxo com motor a combustão mais potente do mundo. Sua velocidade máxima é de 310 km/h, com aceleração de 0 a 100 km/h feita em 3,3 segundos. Para suportar toda a potência e torque extras, o câmbio automático convencional foi substituído por um de dupla embreagem e 9 marchas, com caixa banhada a óleo.

Aston Martin concessionária

Aston Martin Vantage, Vantage F1 e Vantage V12

OVantage possui apenas dois lugares, equipado com motor 4.0 V8 biturbo de 510 cv de potência a 6.000 rpm e torque de 69,9 kgfm entre 2.000 e 5.000 rpm, acoplado ao câmbio automático de oito marchas. Ele chega à velocidade máxima de 314 km/h e oferece aceleração de 0 a 100 km/h em 3,5 segundos. Em sua versão conversível, o Vantage Roadster possui capota com abertura e fechamento em menos de 7 segundos, indo de 0 a 100 km/h em 3,7 segundos e chegando à máxima de 305 km/h.

Já no Aston Martin Vantage F1 o motor 4.0 V8 biturbo entrega 535 cv (25 cv extras em relação ao Vantage tradicional) e 69,8 kgfm de torque. A marca também promoveu ajustes na suspensão, direção e câmbio (automático de 8 marchas). No visual, a edição especial traz apliques em fibra de carbono na capa dos retrovisores e saídas de ar dos para-lamas, faixa cinza que se estende do capô à tampa do porta-malas e rodas de 21” com desenho exclusivo. Como no safety car 2021, o Vantage F1 também adota para-choques com novos apêndices aerodinâmicos, aerofólio e saída quádrupla de escapamento.

A novidade mais recente é o V12 Vantage, apresentado nesta semana. Ele será o último carro da marca a adotar motor de doze cilindros. Trata-se de um 5.2 V12 biturbo que rende 700 cv e 76,8 kgfm de torque. Com diversas melhorias e redução de peso, ele chega à velocidade máxima de 322 km/h e vai de 0 a 100 km/h em 3,5 segundos.

Aston Martin concessionária

Aston Martin DB11 e DB11 Volante

Substituto do DB9, o DB11 foi apresentado em 2016 para dar continuidade à linhagem DB. O motor 4.0 V8 biturbo de 510 cv e 68,8 kgfm leva o cupê “2+2” de 0 a 100 km/h em 4 segundos e à velocidade máxima de 300 km/h. O câmbio é automático de oito marchas. Já o DB11 Volante, sua versão conversível, também traz o motor V8 e acelera de 0 a 100 km/h em 4,1 segundos, chegando à velocidade máxima de 300 km/h. A capota pode ser aberta ou fechada com o carro em movimento, a até 50 km/h.

Aston Martin DBS e DBS Volante

O DBS Superleggera é um Super GT com motor 5.2 V12 biturbo que rende 725 cv a 6.500 rpm e 91,8 kgfm de torque entre 1.800 e 5.000 rpm. Sua máxima é de 340 km/h, enquanto a aceleração de 0 a 100 km/h é feita em 3,4 segundos. Lançado em 2018, o DBS Superleggera substituiu o icônico Vanquish S.

A opção conversível “2+2” chega aos mesmos 340 km/h do cupê e precisa de 3,6 segundos para ir de 0 a 100 km/h (apenas dois décimos de segundo a mais que o DBS Superleggera). Sua capota se abre em 14 segundos e pode ser fechada em 16 segundos. Se desejar, o motorista pode comandar a operação fora do carro, a até dois metros de distância.

Aston Martin Valhalla

OValhalla é um hipercarro híbrido de quase 1.000 cv de potência combinada pelo uso de três motores. Ele traz um 4.0 V8 biturbo de 750 cv, montado em posição central-traseira, e outros dois motores elétricos (um em cada eixo) de 204 cv de potência. A potência combinada do conjunto é de 950 cv, enquanto o torque chega a impressionantes 102 kgfm.

O câmbio automatizado de dupla embreagem e oito marchas possui trocas sequenciais pelas borboletas e não traz marcha a ré convencional. As manobras para trás são feitas pelo motor elétrico, o que ajuda a aliviar peso ao não exigir uma marcha adicional. A aceleração de 0 a 100 km/h acontece em 2,5 segundos e a velocidade máxima é de 330 km/h. O modelo pode ainda rodar em modo 100% elétrico por até 15 km, com velocidade limitada a 130 km/h.

 

Fotos: Fernanda Freixosa/Divulgação Aston Martin São Paulo

Share This
Fortune Rabbit Mapa do site