Fortune Ox

ZF-superbanner-01.08 a 01.11

Toyota Yaris crash-test

Teste de 2019 teve a nota rebaixada após auditoria, enquanto no novo teste divulgado hoje (28) o Yaris ficou com apenas uma estrela de cinco possíveis 

 

O Latin NCap, entidade que avalia a segurança dos veículos à venda na América Latina e Caribe, divulgou mais uma bateria de resultados: uma estrela para o Toyota Yaris e zero estrela para o Suzuki Baleno, de um total de cinco estrelas possíveis.

No caso do Yaris, produzido no Brasil e na Tailândia, foi avaliado o modelo com dois airbags e controle de estabilidade, avaliado com carroceria hatch e sedã. Segundo os novos protocolos do Latin NCap, o modelo atingiu 41,43% em Proteção de Ocupantes Adultos, 63,85% em Proteção de Ocupantes Crianças, 61,63% em Proteção de Pedestres e Usuários Vulneráveis de Estradas e 41,86% em Sistemas de Assistência à Segurança.

O Yaris foi testado para impacto frontal, impacto lateral, chicotada cervical (whiplash), proteção de pedestres e Controle Eletrônico de Estabilidade (ESC). Entre os pontos fracos apontados estão a ausência de airbags laterais de cabeça e corpo, como é oferecido pelo mesmo modelo no mercado da Malásia, por exemplo.

Além disso, o resultado de uma estrela, segundo a entidade, se deve à fraca proteção no impacto lateral, além do fato de a porta abrir no teste. Críticas abrangem ainda a proteção marginal na chicotada cervical e a falta de Aviso de Cinto de Segurança (SBR) de acordo com os regulamentos do Latin NCAP.

Confira o vídeo do teste com o Toyota Yaris:

 

Teste de 2019 do Yaris teve nota rebaixada

O Latin NCap fez uma auditoria no resultado obtido pelo modelo em 2019, quando havia conquistado quatro estrelas para ocupante adulto e quatro estrelas para proteção do ocupante infantil com o modelo fabricado no Brasil.

Reavaliando os testes, porém, a entidade afirma que uma das portas se abriu no impacto lateral e o Sistema de Aviso do Cinto de Segurança (SBR) do passageiro não detectou corretamente o passageiro e, portanto, não alertou sobre o uso do cinto de segurança. Desse modo, a nota foi rebaixada para três estrelas de proteção para adultos.

Suzuki Baleno

Já o Suzuki Baleno, fabricado na Índia, foi testado no modelo com dois airbags frontais como equipamento padrão. Ele obteve 20,03% em Proteção de Ocupantes Adultos, 17,06% em Proteção de Ocupantes Crianças, 64,06% em Proteção de Pedestres e Usuários Vulneráveis das Estradas e 6,98% em Sistemas de Assistência à Segurança.

Suzuki Baleno crash-test

De acordo com o Latin NCap, o resultado de zero estrela é explicado pela proteção lateral fraca, pontuação de chicotada cervical baixa, falta de teste UN32 para teste de impacto traseiro, falta de airbags de proteção lateral de cabeça (airbags de cortina) como equipamento padrão, ausência do ESC padrão e a decisão da Suzuki de não recomendar o Sistema de Retenção Infantil (SRI) para crianças.

“O zero estrela do Baleno faz parte da contínua decepção após o resultado zero estrela do Swift divulgado algumas semanas atrás. A Suzuki oferece desempenho de segurança especialmente fraco como padrão para consumidores latino-americanos na proteção de ocupantes adultos e crianças. Também surpreendente e decepcionante é o primeiro resultado de uma estrela da Toyota, o Yaris. É preocupante que uma decisão da Toyota México seja o principal motivo para este resultado, mas também responsável pela decisão de não proporcionar os principais equipamentos de segurança de série neste momento. Como resultado desta decisão, os principais equipamentos de segurança, como airbags laterais de cortina e corpo, não estão disponíveis para todos os latino-americanos”, afirma Alejandro Furas, Secretário Geral do Latin NCAP.

Confira o vídeo do teste com o Suzuki Baleno:

 

 

Fotos: Divulgação

Share This
Fortune Ox Mapa do site